COMBO: Fevereiro e Março

Hello Beautiful People! Vem comigo que eu vou contar umas coisinhas sobre fevereiro e março. Só vem!!

Pois então, eu não gosto muito de fevereiro, nunca gostei, sempre achei chato, e esse ano não foi muito diferente.. Em Janeiro eu fiz aquele post sobre as coisas do mês, e eu deixei fevereiro de lado não porque eu não gosto do mês, foi mais por causa de preguiça do que qualquer outra coisa. Tava um calor aqui no Rio Grande do Sul que não dava pra aguentar!

Março é uma delicia de mês, meu mês preferido em vários sentidos: teve aniversário, teve série, teve filminho com os amigos, tudo que eu mais amo nesse mundo. O calor também tava de matar, mas já esfriando por aqui, daqui um pouco mais chega o inverno e a gente pode ficar quentinha vendo Netflix.

Vem comigo que eu vou mostrar o que mais valeu a pena (ou umas seis coisas) nesses dois meses:

fevereiro, março

  1. Que delicia de novela: Gente eu sou dessas que deixa passar o buzz da série e ver todos os episódios na Netflix. Revenge é minha queridinha da vez. E vamos combinar, é novela né gente? E uma das boas. Todo mundo é parente, tem quem tava morto mas tá vivo, tem tapa na cara, tem morre e vamos esconder o corpo, tem mistério… Enfim tudo que uma boa da ABC tem. Quando acabar a série vai ter review aqui no blog.
  2. 3ª temporada de Brooklyn 99: Essa minha série que é meu happy place, finalmente tomei vergonha na cara e comecei a 3ª temporada. Eu tava esperando sair na Netflix, mas como ainda vai demorar muito, eu pensei “ah eu vou olhar isso é hoje”, dito e feito: passei um domingo inteiro vendo e me diverti tanto com essa como me diverti nas temporadas anteriores. Quem não vi ainda DÁ UM CHANCE pra essa série maravilhosa.
  3. Let’s Get Weird: De aniversário ganhei Get Weird da Little Mix das minhas amigas. Little Mix é minha banda preferida: elas são linda, tem excelente harmonia, e realmente se importam uma com a outra. Quem ainda não conhece as rainhas do Reino Unido, eu recomendo que comece com o segundo Cd delas, o Salute, aquele é um masterprice!
  4. Série Teen é isso mesmo: Começei Buffy the Vampire Slayer quando acabei com Desperate Housewives (saudades) lá no finalzinho de fevereiro. Buffy é uma das melhores personagens femininas que eu já vi, e todas as séries tem que agradecer a ela por serem o que são hoje. Ainda não terminei, mas pretendo assim que der. Ela tem uma pegada bem Teen mas trata de temas que estão sendo  debatidos com fervor nos dias de hoje.
  5. Melhor animação: Zootopia tem um lugar mais do que especial no meu coração. O filme que fala sobre igualdade de gênero e usa animaizinhos pra fazer isso merece todo amor e reconhecimento do mundo. Já falei dele aqui no blog, da uma conferida, juro que vocês não vão se arrepender!
  6. Feliz: Isso mesmo, essa foto eu tava mais do que feliz na praia. Em fevereiro eu e a minha “família” ficamos em uma casa tão bonita, com piscina e essas coisas. Teve piscina e aquele carteado de noite. Em resumo foram ótimas mini ferias naquele pedaço de paraíso.

Eai, me contem como foram esses dois meses de vocês nos comentários, até a próxima anjos!


Se vocês gostaram, curtam a página no facebook e sigam o blog no bloglovin ❤

Zootopia vai muito além da animação

Oi gurizada que de algum jeito veio parar aqui, tudo bem com vocês?

Final de semana passado eu vi Zootopia. Entrei na seção arrastada pela minha amiga e não fazia ideia do que se tratava, só havia visto uma cena do filme mas mesmo assim não tinha me chamado atenção. Pensei que se tratava de mais uma animação mas eu estava deliciosamente errada. Prometo que não tem spoliers.

O filme conta a história de Judy Hopps uma coelinha que desde pequena queria ser policial, indo assim contra sua natureza se ser apenas um coelho. Ela dá duro e consegue se tornar uma policial, ela faz parte da “cotas de mamíferos” da força. Depois de se tornar uma oficial ela vai para Zootopia, um lugar onde você pode ser o que quiser. Lá ela conhece esse malandro, o raposa Nick Wilde, e o dois vivem a melhor aventura de todas, onde eles provam que vão muito alem de serem apenas presa e predador.

No titulo eu disse que vai alem de uma animação, então vamos conversar sobre o porque disto.

O filme trata de igualdade de gênero de um jeito tão leve e que as crianças podem entender e se identificar. Os personagens são carismáticos. Você simpatiza com a Judd nos primeiros momentos do filme, você entende que pra ela não basta ser apenas um coelho, trabalhar na fazenda não é pra ela, ela almeja muito mais, e nada nem ninguém vai dizer o que ela pode ou não ser. O raposa Nick também, um personagem com várias camadas. Ele não é mal, mas aceitou que esse é seu papel: raposas são predadoras e não confiáveis, então é exatamente assim que eu vou ser.

A mensagem que eles querem passar no filme é bem clara, e me deixa tão feliz que as crianças, principalmente as meninas tenham acesso a esse tipo de filme que contem uma história tão bonita. Andam saindo tantos filmes com mensagens positivas, e não, Frozen não foi o primeiro. A Princesa e o Sapo já tava falando sobre ser uma mulher que batalha, da duro atras dos seus sonhos antes de Frozen se quer existir como uma ideia. E de quebra era uma personagem negra, o que faz o filme ter um significado ainda maior pra mim.

Se vocês tiverem a oportunidade de assistirem esse filme, assistam, levem uma priminha pequena também, ela vai adorar, e vocês também. O filme é muito divertido ser visto por todo mundo.

Beijinhos pra tudo mundo!


 

Se vocês gostaram, curtam a página no facebook e sigam o blog no bloglovin ❤